Suspeito de compartilhar e armazenar imagens de pornografia infantil é alvo de operação da PF

0
4

Operação Longo Alcance VII cumpriu mandado de busca e apreensão em Palmas. Pena para os crimes pode chegar a 10 anos de prisão. Prédio da Polícia Federal em Palmas
Djavan Barbosa/Jornal do Tocantins
Uma operação que investiga o armazenamento e compartilhamento de imagens de abuso sexual envolvendo crianças ou adolescentes foi realizada nesta quarta-feira (15) pela Polícia Federal. Durante a manhã um mandado de busca e apreensão foi cumprido em Palmas.
A decisão foi expedida pela 4ª Vara Federal de Palmas.
Segundo a polícia, uma pessoa foi indiciada e poderá responder pelos crimes de possuir e armazenar cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente. Os crimes são previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente, com penas que podem ultrapassar 10 anos de reclusão.
LEIA TAMBÉM
Grupo suspeito de contrabando de cigarros eletrônicos é alvo de operação da PF
Suspeitos de usar documentos falsos para fazer empréstimos são alvos de operação da Polícia Federal
A operação foi denominada ‘Longo Alcance VII’ em referência ao elevado potencial de distribuição de material digital dessa natureza. Além das prováveis consequências física e psicológica causada nas vítimas, desde a infância ou juventude.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins