Homem que responde a três inquéritos por violência doméstica contra ex-companheira é procurado pela Polícia civil

0
3

Mesmo sendo investigado, o suspeito descobriu uma medida protetiva da vítima. O delegado responsável disse que a prisão preventiva busca encerrar o ciclo de violência. O mandado de prisão foi decretado no último dia quatro
Reprodução/PC-TO
Genivaldo Queiroz Tavares, de 40 anos, teve a prisão preventiva decretada está sendo procurado pela Polícia Civil. Ele responde a três inquéritos pelos crimes de ameaça, injúria e lesão corporal no contexto da lei Maria da Penha. Todos foram cometidos contra a ex-companheira em Ponte Alta do Tocantins, região central do estado.
Segundo a Polícia Civil, mesmo com os crimes sendo investigados, o homem ainda descumpriu uma medida protetiva de urgência. O delegado da 103ª Delegacia de Polícia (DP) de Taguatinga disse que o pedido de prisão tem o intuito de evitar a morte da vítima.
📱 Participe do canal do g1 TO no WhatsApp e receba as notícias no celular.
“Diante desse cenário e para encerrar esse ciclo de violência e evitar um mal maior, visto que ele tem o propósito de matá-la, representamos pela prisão preventiva dele, a qual foi deferida pelo Poder Judiciário”.
Após o pedido de prisão preventiva ter sido emitido, policias tentaram localizar o homem, mas ele não foi encontrado no endereço. Quem tiver informações sobre Genivaldo pode entrar em contato com a 103ª DP de Taguatinga pelo número (63) 3654-1745. A anonimato é garantido para quem denunciar.
Saiba como denunciar
Novo aplicativo da Polícia Civil permite denúncias de violência doméstica e pedido de medida protetiva
Aplicativo ‘Salve Mulher’ ajuda mulheres vítimas de violência doméstica
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.
*Artur Girão é integrante do programa de estágio entre o Grupo Jaime Câmara e Universidade Federal do Tocantins (UFT), sob supervisão de Patrício Reis.
Q

Fonte: G1 Tocantins